Sobre

    A partir dos 45 anos, a presbiopia instala-se, o que significa que a visão perde gradualmente a focagem (ou acomodação) num objeto próximo. Portanto, existem várias soluções disponíveis para pessoas com presbiopia para corrigir este distúrbio de visão.

    Óculos ocupacionais (também conhecidos como regressivos) podem ser uma opção interessante para pessoas que trabalham em frente a um ecrã durante todo o dia. No entanto, também é possível escolher óculos progressivos que corrijam três campos de visão (visão de perto, visão intermédia e visão de longe) ou óculos unifocais. Nenhum par de óculos é universal e todos escolhem o par que melhor lhes convém, mas para os présbitas que trabalham num escritório e sem necessidade de correcção de longe, a escolha mais usual são os óculos regressivos.

    Tal como os óculos progressivos, os óculos regressivos permitem corrigir a visão de perto (30-40cm), bem como a visão intermédia (60-90cm). No entanto, não corrigem a visão à distância.

    Estas lentes são adaptadas para tornar a transição de uma visão próxima para uma visão intermédia tão agradável quanto possível. São perfeitas para présbitas que não querem usar óculos a tempo inteiro. Permitem uma leitura fácil sem afectar a sua visão intermédia (computador, a necessidade de olhar para algum colega/cliente...) com suavidade e sem “saltos de imagem”. Além disso, a adaptação à correcção é muito mais rápida do que com lentes progressivas.

    Para tornar as lentes regressivas ainda mais eficientes, é possível adicionar o tratamento Digital Relax que evita a fadiga ocular consequente da luz azul emitida pelos ecrãs.


    A quem se destinam os Óculos Regressivos?

    Jovens présbitas que não optaram por óculos progressivos porque não querem usar os seus óculos a tempo inteiro.

    Presbíopes já usuários com óculos de visão única para perto, e que desejam renovar o seu equipamento para uma melhor profundidade de campo.

    Presbíopes já equipados com óculos progressivos e que desejam ter uma visão específica para melhorar o seu conforto visual e promover a ergonomia do trabalho (bricolage, leitura, desenho, ecrã, etc).

    Presbíopes cujos óculos progressivos não promovem satisfação em frente ao computador (campo visual demasiado restrito) ou quando o interlocutor sentado à sua frente parece desfocado.

    Veja o catálogo